1 de abril: Dia da Mentira…

Afirmar como verdadeiro aquilo que é falso, enganar, ludibriar, induzir ao erro, falsidade, falácia, etc. Estas são algumas definições da palavra mentira. Quem nunca mentiu que atire a primeira pedra! Porém todos nós conhecemos o amargo efeito da mentira: atritos, desarmonia, rompimento de relações, indignação, ausência de paz, em fim um grande prejuízo moral físico e espiritual.

O dia da mentira

1º de abril é conhecido como o dia da mentira. Não vamos aqui analisar as origens sobre a escolha desse dia para legitimar a prática da mentira pelo menos por um dia. O mais importante é saber que mentir, mesmo por brincadeira, produz resultados negativos tanto para quem mente como para quem é vitima do engano.

O perigo de brincar com a mentira

Vejamos um fato: depois que Adão e Eva pecaram “disse o Senhor Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi.” (Gênesis 3.13) Aqui está a origem de todo sofrimento e adversidade que há no mundo. A mentira sempre causa a ruptura de relacionamentos, porque abala a confiança e a fé.

dia da mentira

Seja o seu ‘sim’, ‘sim’, e o seu ‘não’, ‘não’; o que passar disso vem do Maligno.”(Mateus 5.37)

Mentir pode se tornar um estilo de vida

Nos dias do Profeta Jeremias havia muitos religiosos, mas eles viviam assim: “E encurvam a língua como se fosse o seu arco, para a mentira; fortalecem-se na terra, mas não para a verdade; porque avançam de malícia em malícia, e a mim não me conhecem, diz o Senhor.” (Jeremias 9.3) A mentira escraviza, gera outra mentira e conduz ao crime: “Pelo pecado da sua boca e pelas palavras dos seus lábios, fiquem presos na sua soberba, e pelas maldições e pelas mentiras que falam.” (Salmos 59.12)

Como Deus vê a mentira

“Seis coisas o Senhor aborrece, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.” (Provérbios 6.16-19) “A espada virá sobre os mentirosos, e ficarão insensatos; a espada virá sobre os seus poderosos, e desfalecerão.” (Jeremias 50.36) “Destruirás aqueles que falam a mentira; o Senhor aborrecerá o homem sanguinário e fraudulento.” (Salmos 5.6)

Detectando o pai da mentira

A antiga serpente, simbolo de Satanás continua enganando.

Quando quiseram matar a Jesus, ele os desmascarou: “Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” (João 8.44)

O conselho de Deus sobre a mentira

“Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano.” (Salmos 34.13); “Não furtareis, nem mentireis, nem usareis de falsidade cada um com o seu próximo.” (Levítico 19.11); “Desvia de ti a falsidade da boca, e afasta de ti a perversidade dos lábios.” (Provérbios 4.24)

A supremacia da verdade

Quem Jesus Cristo declarou ser? Ele disse: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14.6) Pedro falou sobre Jesus: “o qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.”

A mentira é hábito do velho homem

Você está em Cristo, já é uma nova criatura? “Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.” (1 João 2.6); “Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos.” (Colossenses 3.9) “Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.” (Efésios 4.25); “Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade.” (1 João 2.21)

De volta ao paraíso pela verdade

Davi fez uma pergunta e a resposta veio imediatamente: “Senhor, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração. Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo.” (Salmos 15.1-3) Em Apocalipse 21.27 sabemos mais sobre a cidade celestial: “E não entrará nela coisa alguma que contamine, e cometa abominação e mentira; mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.” Ainda em Apocalipse 22.15 está escrito: “Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.”

Artigos relacionados:

,

Nick Vujicic – Gratidão a Deus, o segredo de ser feliz

Você consegue imaginar o significado de nascer sem os braços e as pernas? Este jovem australiano nasceu com a síndrome tetra-amelia, uma doença rara. Ele poderia viver se lamentando por toda a vida, mas ele aprendeu ago bem diferente. Certa vez Nick se expressou assim: “Eu tenho a escolha de ficar zangado com Deus por aquilo que eu não tenho ou ser grato a Ele por aquilo que eu tenho.” …Troquei a vida de auto-piedade, que eu estava vivendo, por uma vida de propósito!

A vida de Nick Vujicic inspira pessoas em todo o mundo a ter uma atitude de gratidão a Deus, uma auto-imagem positiva, ousadia em sonhar alto e nunca desistir. Nick enfatiza valores, princípios, atitudes e perspectivas que nos impulsionam a superar as adversidades que nos desafiam. Veja um vídeo sobre superação:

Você percebeu que Nick teve muitos desafios em sua vida, mas onde ele encontrou tanta coragem para superar tantos limites físicos e psicológicos? Deus simplesmente tinha um ministério na vida dele!  Esta é  a parte mais importante da  história de Nick.

Embora sofreu muitas dificuldades para aceitar a realidade, a sua vida foi radicalmente transformada a partir do texto de João 9.1-3: “E, Passando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.”

Hoje Nick Vujicic é evangelista. Ele já pregou a mensagem de esperança a mais de 5 milhões de pessoas em 44 países. Mais de 200 mil pessoas já se renderam a Cristo! Você imagina como Deus pode nos surpreender?

Nick Vujicic Ele é o fundador, presidente Life Without Limbs, (Vida Sem Membros) uma organização sem fins lucrativos cuja missão é compartilhar a Boa Nova de Jesus Cristo através da própria vida de Nick. Veja o testemunho de Nick Vujicic quando foi alcançado pela mensagem do Evangelho:

nick 3

Nick Vujicic pôde escrever profundos pensamentos sobre o real significado da vida

Click aqui para saber mais sobre Nick Vujicic

,

Liberto da pornografia

O que há de mais abundância na internet? incontáveis sites pornográficos em apenas um click. Para muitos é quase impossível se libertar do poder dessas imagens e assim a pornografia tem escravizado milhões de pessoas no mundo desde homens, mulheres, jovens e até crianças. É um tipo de perversão que tem levado muitos à compulsão culminando inclusive na destruição de famílias. Em fim, é possível se libertar do vício da pornografia? Veja abaixo o testemunho do jovem James:

VÍDEO 01


VÍDEO 02

Os desejos do seu coração

Texto: Salmo 37.1-8
Introdução:

Sem desejos, não iríamos conseguir muitas coisas na vida. Quais são os requisitos de Deus para termos os nossos desejos alcançados? Nossos desejos não só determinam à direção de nossas vidas, eles também revelam nossas motivações e prioridades. Até Deus tem desejos. Por exemplo, Ele deseja que todos os homens sejam salvos (1 Timóteo 2:4). Se algo é Seu desejo para mim, deve ser o melhor. Mesmo quando Ele permite o sofrimento e a dor, Ele deseja que eu confie mais nele e cresça espiritualmente através dele.
1. Nós podemos ter desejos errados.

a. O desejo de ficar rico (I Timóteo 6.9)
b. A tentação dos desejos mundanos (Tito 2.11-12)
c. Desejos ímpios que nos corrompem (2 Pedro 2.9-10)
d. Desejos sensuais e carnais (2 Pedro 2.18)
e. Se seus desejos estão errados, então você não vai se sentir satisfeito quando alcançá-los. Pergunte a si mesmo, Se eu conseguir o que quero; isso vai me deixar satisfeito ou vazio?

A Bíblia diz: “Buscai e achareis” Mas Deus só vai te dar o que está em Sua vontade.

2. Quais são os requisitos de Deus para receber o que desejamos dele?
a. Deleite-se no Senhor – Passe tempo com Deus; ande piedosamente, e pergunta-lhe como você pode trazer honra e glória a ele em sua vida diária.

b. Entrega o teu caminho ao Senhor – Reconheça a Sua autoridade sobre sua vida; seu plano para sua vida será o melhor.

c. Confia nele – A menos que você confie nele, você não vai comprometer a sua vida a ele. Se você confiar em Deus, você vai obedecê-Lo; se Deus não responder às suas orações, confie que Ele tem uma boa razão; Quando você manipular e sacrificar-se por desejos errados, você não irá apreciá-los tanto quando alcançá-los.

d. Descansa no Senhor- Descansar é o oposto de preocupar-se; Dependa totalmente dele – Você ainda precisa fazer sua parte, mas a diferença é que você está confiando em Deus, não na sua capacidade; Quando você se preocupa com algo, você não está de acordo com Deus;

e. Espera nele – Esperar é dizer: “Eu estou confiando em você, Deus” – Esperar pacientemente significa que nos desfazemos de nossas tentativas de conseguir o que queremos; Se soubéssemos o que Deus sabe, nós estaríamos dispostos a dizer: “Deus, eu vou receber o que o Senhor quer dar”.

Conclusão:

Aqueles que estão dispostos a esperar pacientemente conseguirão o melhor. Pergunte a si mesmo, estou manipulando, murmurando, discutindo, reclamando, ou estou disposto a dizer “não” a preocupação e simplesmente descansar em Deus e vê-lo trabalhar? Seja sábio o suficiente para permitir que Deus te dê o que Ele quer que você tenha, quando Ele quiser que você tenha. Você nunca vai se arrepender.

Pr. Aldenir Araújo
Fonte: O Pregador Fiel

,

Quando orar – A melhor hora

A melhor hora para orar é quando não se tem vontade. Sim, porque é a hora em que mais precisamos! A falta de vontade de orar é semelhante à falta de vontade de comer por parte do doente enfraquecido: quanto menos come, menos fome tem. E nós sabemos que, se ele não se alimentar, irá morrer! A oração, para o crente, é gênero de primeira necessidade! Diz a bíblia: “Orai sem cessar.” (1Ts 5.7).

A bíblia não fala para orarmos só quando temos vontade. Se dermos ouvidos à vontade, não oraremos nunca! Mas, boas notícias: é só começar, que a sede de comunhão volta! “Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus!” (Sl 42.1).

A melhor hora para se ler a bíblia é quando não se quer lê-la. Sim, porque é quando mais precisamos dela! Não estou dizendo para você parar o trabalho que está fazendo, nem deixar de dirigir o automóvel no meio da estrada. Estou dizendo que não se deve obedecer à vontade, mas fazer força e ler as Escrituras! Sem bíblia, fatalmente tomaremos decisões erradas, e trocaremos o “melhor” pelo “apenas regular”, ou até pelo “ruim”!

Não há crescimento sem bíblia! Já viu um bebê crescer sem comer? Aqui também funciona o “começômetro”: começa-se ler, gosta-se, e continua mais e mais! Faça prova! Por isso o salmista disse, sobre o homem abençoado: “Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.” (Sl 1.2).

E ir à igreja? Às vezes é tão cansativo! Tem dia que é um fardo pesado, não é mesmo? Eu já me senti altamente desmotivado a ir. Depois paguei o pato, tendo uma semana “amarela”, sem graça e sem cor, e uma profunda dor na consciência, por ter me privado da adoração, da comunhão, da pregação, do ofertório, etc. Quando a gente volta, no outro fim de semana, parece que passou uma década, está tudo meio diferente! Eu aprendi que, quando eu menos querer ir, é justamente a hora em que eu mais precisarei congregar com meus irmãos e adorar a Deus em comunidade! “Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.” (Hb 10.25).

Se a sua igreja for sadia (boa doutrina, razoável comunhão, boa ética), você sairá de lá fortalecido! E se convencerá que, faça chuva ou faça sol, igreja é prioridade em sua agenda. E sem ninguém obrigar!

Pr. Wagner Antonio de Araújo
Fonte: Encontro Jovem

Como viver uma vida vitoriosa

Shalom amados irmãos em Cristo Jesus!

Em Efésios 3.17 a primeira parte diz “para que Cristo habite no coração de vocês mediante a fé”. Que Cristo habita em nós é um fato. Mas a experiência real desta habitação só será possível mediante a fé. É assim que a vida de Cristo se manifesta em nós. Nós podemos passar o resto de nossas vidas tentando viver conforme o padrão de Deus, ou então podemos crer e ver a glória de Deus.

Não tente ser manso. Creia que o manso e humilde Cordeiro de Deus habita em você e se manifesta em você – Jesus é sua mansidão.

Não tente ser santo. Creia que Aquele que não cometeu pecado nem na Sua boca se achou engano habita em você – Jesus é sua santidade.

Não devemos ser um pecador correndo atrás da santidade, mas um santo fugindo do pecado.

Não tente amar como Jesus – Deixe Jesus amar em você.

Não espere que Cristo viva em você – Creia que Ele vive.

Gálatas 2.20: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Entendo que quando nós saímos de cena Cristo entra. Quando nós saímos do trono Ele reina. Quando nós morremos, Ele vive em nós. Não podemos viver como cristãos vitoriosos sem conhecer esses princípios. Só poderemos ter êxito se andarmos por fé, não por obras. Se acreditarmos que a nossa aceitação se baseia nas nossas ações, sempre nos sentiremos rejeitados quando fracassarmos em fazer a coisa certa. Mas se entendermos que a nossa aceitação é baseada no que Deus fez, realmente seremos livres. Em 2 Coríntios 4.7 está escrito: “Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós.”
Enquanto confiarmos em nós mesmos para atingir o padrão de Deus, para sermos santos, para sermos humildes, para perdoarmos, para amarmos, Deus irá permitir fracasso sobre fracasso, até que confiemos somente em Jesus e vivamos pela sua vida para que toda a glória da vitória seja dele. Amém?

Texto adaptado. Fonte:  http://mcafatima.blogspot.com.br/2012/05/como-viver-uma-vida-vitoriosa.html

A tentação – Podemos vencê-la?

A Tentação – Podemos vencê-la? Saiba como !

Jesus é um exemplo para vencermos as tentações? veja como Deus nos capacita para sermos vitoriosos nas tentações!

Cristo está falando sobre o ato de renunciar à própria vontade. Para ser realmente um discípulo de Cristo precisamos entender que é necessário abrir mão diariamente dos caprichos de nosso ego. Por experiência sabemos que a nossa natureza não se dobra facilmente diante da vontade de Deus. Então o caminho da vitória há de ser sempre um grande combate contra o próprio eu. Entretanto quem está em Cristo pode contar com ama grande ajuda do Espírito Santo de Deus. que nós ajuda na nosso fraqueza e nos faz vencer a tentação.

Quando damos preferência à vontade de Deus em nossa vida vencemos nossa velha natureza. Em Gálatas 5.16 lemos assim: “Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” Esta tem sido a bandeira dos vencedores. A cada vitória somos fortalecidos para quando surgir a próxima tentação. Sempre que saímos vitoriosos sobre alguma tentação somos confortados por Deus. Na tentação do deserto Cristo teve esta experiência. Em Mateus 4.11 lemos: “Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam.” Qual a função dos anjos? Em hebreus 1.14 lemos: “Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?”

A tentação de onde ela vem?

A tentação é um conflito interno entre a natureza humana e a vontade de Deus. Por outro lado se cedermos ao pecado, a nossa rebeldia interna será naturalmente manifestada em nossos relacionamentos. Em Tiago 4.1 temos uma pergunta sobre esse assunto: “De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?”

O diabo adora nos ver em guerra, por isso ele sempre minimiza as conseqüências da tentação. Ele sussurra que não há nada demais em fazer pequenas concessões ao pecado. Mas o Espírito Santo nos lembra: “Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?” (1 Coríntios 5.6)

O pecado nos leva para bem longe de Deus, então neutralizar a tentação é o melhor que fazemos. O recurso divino nunca mudou. Cristo nos ensinou: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” Parece incrível, mas quando estamos em oração não lembramos de pecar. Era isto que Paulo tinha em mente quando instruiu aos colossenses: “Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.” (Colossenses 3.2,3) Entrar em tentação já é um indício que precisamos nos fortificar em Cristo. Paulo escreveu ao jovem Timóteo: “Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus.” (2 Timóteo 2.1)

A tentação leva ou pecada, e o pecada?

vitória na tentação

A passagem bíblica do início deste texto nos adverte precisamos calcular muito bem o alto preço do pecado. Seria como fazer um orçamento para a construção de uma torre. Torre fala de orgulho, independência de Deus, resumindo: fazer a própria vontade. Precisamos ser sensíveis ao Espírito Santo e deixar que ele sonde nossos corações. Ele nos leva a uma profunda reflexão:

É razoável essa tua ira? ou, compensa ficar irado? Compensa aplicar a vingança? Compensa fazer tal comentário? Compensa gastar dinheiro naquilo que não edifica? É realmente da vontade de Deus este projeto?… etc. Não temos como pagar o alto preço de uma construção feita com base em nossa própria vontade.

Se isto ocorrer ouviremos muitos escárnios por parte daqueles que torcem por nossa derrota. Satanás é rápido em nos acusar, e exatamente por isso não podemos “baixar a guarda,” um só minuto na luta diária contra a velha natureza adâmica. Esta é a nossa cruz de cada dia! O recurso para a vitória é escolher não pecar para permanecer em Cristo. Afinal sem Ele não temos vitória. Em João 15.5 ele disse: “sem mim nada podeis fazer.”

Entretanto se Cristo foi vitorioso sobre a tentação, sobre o pecado e sobre a morte, se seguirmos seus passos nós também seremos. Em Hebreus 4.15,16 temos uma esperança fenomenal: “Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.”

Leia também:

30 Princípios de Vida – Charles Stanley

Estes são os trinta princípios bíblicos que tem orientado vida de Charles Stanley ao longo de seus cinquenta anos de ministério na exposição da Palavra de Deus. Eles também tem sido de grande aproveitamento para muitos cristãos. Leia com calma estas frases, algo pode mudar em sua vida!

1. Nossa intimidade com Deus, a sua mais alta prioridade para nossas vidas, determina o impacto de nossas vidas. (Gn 1.26)
2. Obedeça a Deus e deixe as conseqüências com Ele. (Ex 19.5)
3. No meio das tempestades a Palavra de Deus é uma âncora firme. (Nm 23.19)
4 Estar conscientes da presença de Deus nos dá energia para o desempenho de nosso trabalho. (Dt 20.1)
5. Deus não exige que entendamos a sua vontade, apenas obedeçamos, embora pareça esquisito. (Js 3.8)
6. Colhemos o que semeamos; mais do que semeamos, e mais tarde muito mais ainda do que semeamos. (Jz 2.1-4)
7. Os momentos escuros de nossa vida só durarão o necessário para Deus realizar Seu propósito em nós. (1 Sm 30.1-6)
8. Vença todas as suas batalhas de joelhos e você sempre será vitorioso. (2 Sm 15.31)
9. Confiar em Deus significa olhar além do que podemos ver para ver o que Deus vê. (2 Rs 6.17)
10. Se necessário, Deus moverá céu e terra para nos mostrar sua vontade. (2 Cr 20.12)
11. Quando obedecemos a Deus ele assume completa responsabilidade por nossas necessidades. (Jó 42.7-17)
12. Paz com Deus é a fruto de nossa identificação com Ele. (Sl 4.8)

13. Escutar a voz de Deus é essencial para andar com Ele. (Sl 81.8)
14. Deus age em favor dos que esperam nele. (Is 64.4)
15. Quebrantamento é o requisito de Deus para que sejamos úteis ao máximo. (Jr 15.19)
16. Tudo o que adquirimos fora da vontade de Deus se tornará em cinzas. (Ez 25.6,7)
17. Permanecemos mais altos e fortes quando estamos de joelhos. (Dn 6.10,11)
18. Como filhos de um Deus soberano, nunca somos vítimas de nossas circunstâncias. (Os 3.4,5)
19. Qualquer coisa que nos apegarmos demais perderemos. (Am 6.6,7)
20. Desapontamentos são inevitáveis. Desânimo é uma questão de escolha. (Hc 3.17-19)
21. A obediência sempre nos traz bênçãos. (Lc 11.28)
22. Andar em Espírito é obedecer as indicações iniciais do Espírito. (At 10.19)
23. Jamais poderemos superar a Deus em generosidade. (2 Co 9.8)
24. Viver a vida cristã é deixar Jesus viver sua vida dentro e através de nós. (Gl 2.20)
25. Deus nos abençoa a fim de abençoarmos a outros. (Ef 4.28)
26. Adversidade é uma ponte que nos conduz a uma relação mais profunda com Deus. (Fp 3.10,11)
27. Vida de oração é a maior economia de tempo. (2 Ts 3.1)
28. Nenhum crente foi chamado para andar sozinho em sua jornada de fé. (Hb 10.24,25)
29. Aprendemos mais no vale de experiências do que no auge do sucesso. (Tg 5.10)
30. Um desejo ansioso da volta de Cristo nos mantém vivendo produtivamente. (Ap 22.12)

Fonte: (Charles Stanley, The Charles Stanley LIFE PRINCIPLES BIBLE. index  [A BÍBLIA DE PRINCÍPIOS DE VIDA de Charles Stanley índice])/Tradução livre: J Barros]