Veja como Deus trabalha em nossa vida. Cada pessoa tem uma história de vida, em cada história podemos ver o mover de Deus.

,

Pensamentos involuntários – Como se livrar deles?

Pensamentos suicidas, pensamentos criminosos, pensamentos de blasfêmia contra Deus e o Espírito Santo. Será que um ser humano em suas condições normais pensaria dessa forma? Sabemos que existe um distúrbio psiquiátrico de ansiedade conhecido na psicologia como TOC (Transtorno Obsessivo-Compulsivo) Sua causa ainda é desconhecida para a medicina e psicologia, entretanto o que vamos dizer aqui trata-se de uma opressão diferente, assumindo um aspecto maligno, e isto pode ser identificado como algo proveniente do mundo espiritual.

Certo dia, eu acabava de chegar da escola bíblica dominical e um jovem desesperado parou sua moto próximo à calçada de nossa resistência dizendo: “Estou precisando de ajuda e tem que ser rápido” continuou ele, já descendo do veículo: “Há dias venho sendo atormentado com uns pensamentos estranhos. Esta manhã esses pensamentos vieram mais fortes. São vozes de comando para eu cometer um crime. Ainda estou com esses pensamentos aqui. Eu não quero fazer isto, mas não consigo parar de pensar assim. Estou sendo como que empurrado por estes pensamentos. Estou em desespero e não sei mais o que fazer.  O que pode ser isso? Eu não estou entendendo nada.”

opressão satânica

Tormento mental tem fortes probabilidade de se tratar de opressão maligna.

Imediatamente lembrei de um outro episódio sobre um amigo meu que é pastor. Certo dia ele recebeu a visita de um jovem que dizia amar a sua esposa e filhos, mas que ultimamente quando estava à mesa com eles, lhe vinham estranhos pensamentos para assassinar os filhos! Ele não compreendia como isso era possível. Como ele mataria seus próprios filhos a quem tanto amava? Muito angustiado ele se dirigiu à igreja em busca de ajuda e o pastor lhe disse que viesse à noite e oraria por ele e pela família. Mas a opressão naquele dia foi muito mais forte do que a falta de discernimento do pastor. Exatamente às 18:00 o jovem cometeu o crime assassinando suas duas crianças! Na delegacia ele chorava inconsolavelmente. E olhando para cima ele perguntava: Como isto aconteceu? Como eu fui capaz de fazer isso? Eu nunca faria isso! Meu Deus estou perdido, acabei com a minha vida!

Caros amigos e irmãos. Este relato é chocante. Para alguns pode parecer difícil de acreditar. Uns vão dizer que esse rapaz é um psicopata. Mas vamos ao que interessa: Quando lembrei deste triste episódio não hesitei e convidei o jovem para entrar e após alguns minutos de conversa disse-lhe que se tratava de uma forte opressão maligna mesmo. E ali fizemos uma oração por ele, com imposição de mãos, expulsando toda a força do mal que o instigava a cometer o crime. Após a oração ele confessou que havia saído de si um grande peso, e que se sentiu completamente livre.

A Bíblia não se omite em falar sobre a opressão maligna. O apóstolo Pedro foi testemunha ocular de muitas libertações que Jesus operou. Em Atos 10.38 Pedro escreve assim: “Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele.”

Jesus mesmo declarou:

Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” (João 8.36)

Satanás é o autor do pecado e de toda opressão. Quando enfrentamos dificuldades, desapontamentos, constrangimentos e outros sentimentos negativos ele oferece o suicídio ou a vingança como solução, e assim muitos tem obedecido à sua voz trazendo para si incalculável prejuízo.

Nem mesmo quem serve a Jesus fielmente está isento desse tipo de ataque por parte do maligno. O diabo lança pensamentos de blasfêmia a fim de pensarmos somos os autores deles! Imediatamente ele passa a acusar dizendo que  não há mais perdão e em fim ele passa a torturar com pensamentos de condenação eterna! Saiba mais sobre este assunto lendo este texto: blasfemei contra o Espírito Santo?

Falamos sobre esse tipo de opressão porque sabemos que há pessoas oprimidas pelo diabo e não sabem detectar a origem do problema. Se você se encontra em algum tipo de opressão, ou conhece alguém que se sente assim, não hesite: procure ajuda. Converse com um pastor de sua cidade e peça oração. E se ainda não fez a sua decisão de iniciar um relacionamento com Jesus Cristo, receba-o como Salvador o mais breve possível. Somente Cristo pode libertar de toda opressão maligna. Não aceite conselhos de que precisa desenvolver a tal mediunidade. Isso é apenas uma isca para ser fisgado definitivamente pelo diabo. Jesus tem um propósito maravilhoso em sua vida. Em João 3.16-18 lemos assim:

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.”

Em 1 Pedro 5.7,8 temos um conselho para lançarmos sobre Cristo as nossas ansiedades: “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.” A Boa notícia é que Cristo nos liberta de todo tipo de sofrimento.

,

Nick Vujicic – Gratidão a Deus, o segredo de ser feliz

Você consegue imaginar o significado de nascer sem os braços e as pernas? Este jovem australiano nasceu com a síndrome tetra-amelia, uma doença rara. Ele poderia viver se lamentando por toda a vida, mas ele aprendeu ago bem diferente. Certa vez Nick se expressou assim: “Eu tenho a escolha de ficar zangado com Deus por aquilo que eu não tenho ou ser grato a Ele por aquilo que eu tenho.” …Troquei a vida de auto-piedade, que eu estava vivendo, por uma vida de propósito!

A vida de Nick Vujicic inspira pessoas em todo o mundo a ter uma atitude de gratidão a Deus, uma auto-imagem positiva, ousadia em sonhar alto e nunca desistir. Nick enfatiza valores, princípios, atitudes e perspectivas que nos impulsionam a superar as adversidades que nos desafiam. Veja um vídeo sobre superação:

Você percebeu que Nick teve muitos desafios em sua vida, mas onde ele encontrou tanta coragem para superar tantos limites físicos e psicológicos? Deus simplesmente tinha um ministério na vida dele!  Esta é  a parte mais importante da  história de Nick.

Embora sofreu muitas dificuldades para aceitar a realidade, a sua vida foi radicalmente transformada a partir do texto de João 9.1-3: “E, Passando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.”

Hoje Nick Vujicic é evangelista. Ele já pregou a mensagem de esperança a mais de 5 milhões de pessoas em 44 países. Mais de 200 mil pessoas já se renderam a Cristo! Você imagina como Deus pode nos surpreender?

Nick Vujicic Ele é o fundador, presidente Life Without Limbs, (Vida Sem Membros) uma organização sem fins lucrativos cuja missão é compartilhar a Boa Nova de Jesus Cristo através da própria vida de Nick. Veja o testemunho de Nick Vujicic quando foi alcançado pela mensagem do Evangelho:

nick 3

Nick Vujicic pôde escrever profundos pensamentos sobre o real significado da vida

Click aqui para saber mais sobre Nick Vujicic

,

Liberto da pornografia

O que há de mais abundância na internet? incontáveis sites pornográficos em apenas um click. Para muitos é quase impossível se libertar do poder dessas imagens e assim a pornografia tem escravizado milhões de pessoas no mundo desde homens, mulheres, jovens e até crianças. É um tipo de perversão que tem levado muitos à compulsão culminando inclusive na destruição de famílias. Em fim, é possível se libertar do vício da pornografia? Veja abaixo o testemunho do jovem James:

VÍDEO 01


VÍDEO 02

Blasfemei contra o Espírito Santo?

blasfêmia contra o Espírito Santo

Podemos ser torturados se não usarmos as  armaduras de Deus.

Como saber se blasfemei ou não contra o Espírito Santo? Existem evidências? Qual é a conduta de uma pessoa que realmente cometeu o pecado imperdoável? A resposta destas perguntas é a chave para compreendermos o real significado do ato de blasfemar contra a terceira pessoa da trindade.

 Pensava ter blasfemado contra o Espírito Santo

Quando tinha mais ou menos 17 anos vieram à minha mente pensamentos horríveis contra Deus e o Espírito Santo. Eram pensamentos involuntários os quais vinham frequentemente com muita força, e pareciam incontroláveis. A tortura aumentava quando olhava para o texto de Marcos 3.28,29, onde Cristo diz: “Na verdade vos digo que todos os pecados serão perdoados aos filhos dos homens, e toda a sorte de blasfêmias, com que blasfemarem; qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo.”

Eu não compreendia como isso poderia ocorrer a um crente. Depois me vieram pensamentos como: “pra mim não há mais saída; qualquer pecado Deus perdoa, mas esse aqui não; “não adianta mais ir à igreja adorar a Deus; tudo perdeu o sentido; estou sendo um hipócrita; sou muito mau; todo mundo peca, mas esse pecado aqui prova o grau de minha maldade” Eu estava mesmo à beira de um colapso psicológico! Passei mais ou menos três messes assim. Não comentei nada com ninguém sobre isto. O que fazer agora? Será que tudo havia chegado ao fim?

Eu atuava na banda da igreja e era assíduo na escola bíblica dominical, mas estava continuamente muito deprimido. Na igreja, pela minha inquietação, os irmãos começaram a perceber a minha falta de paz. Eles queriam me ajudar, mas também vinha outro pensamento: “não adianta eu lhes contar, ninguém pode me ajudar”

À medida que a tristeza aumentava perdia a vontade de me alimentar e comecei a perder peso. Também não conseguia me concentrar mais nas aulas, e o rendimento escolar baixou. Era uma tortura era sem tréguas. Freqüentemente estava pensativo. Acordava no meio da noite preocupado e chorava escondido. Um certo dia veio outro pensamento maligno: “já que estou perdido, porque não aproveito este resto da vida para me divertir no mundo? Quem sabe lá conseguirei um pouco de paz!” Mas só em imaginar no perigo deste estilo de vida mundano eu não me sentia nada confortável e sabia que a situação só iria piorar.

Por outro lado eu era fascinado pelo estudo da escatologia bíblica, então eu dizia: “sei que não há mais salvação para mim. Quando o arrebatamento ocorrer ficarei aqui para sofrer juntamente com os que ficaram. Mesmo assim enfrentarei o que der e vier, talvez Deus, de alguma forma, se compadeça de mim e me salve; e se não fizer parte da geração do arrebatamento pelo menos morrerei de forma digna, mas não me entregar para este mundo. No fundo eu ainda abrigava uma esperança remota.

Hoje quando me lembro destas coisas, sei o quanto Satanás é cruel. Ele não mede esforço para provocar tanto a tortura física como psicológica. Ele lança pensamentos em nossa mente, usando inclusive o nosso próprio tom de voz, a fim de pensarmos que tais pensamentos são nossos. Mas ele foi desmascarado. Deus me mostrou que eu não havia blasfemado coisa nenhuma e que tudo era uma grande mentira, então eu fui liberto para a glória de Jesus Cristo e hoje escrevo no Blog do Semeador a fim de mostrar que em Cristo nós somos mais que vencedores. Deus me fez compreender melhor João 8:32: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”

O fim da tortura

Por providencia de Deus, certo dia encontrei alguns jovens em uma livraria evangélica, e um deles portava um livro, e logo lhe perguntei que livro era. Ele prontamente me apresentou: “Nos domínios do Espírito” do pastor Estêvam Ângelo de Souza (in memoriam), um dos melhores da CPAD sobre a pessoa do Espírito Santo. Ele também me disse que, se quisesse me emprestaria, pois já o tinha lido. Recebi com muita alegria e estabeleci o prazo de devolução. Durante a leitura me deparei com o assunto que mais precisava naquele momento, o qual transcrevo literalmente. Esse trecho desmascarou definitivamente a Satanás de forma fulminante:

A blasfêmia é pecado imperdoável, não porque Deus não seja misericordioso, mas porque o que assim procede afasta-se conscientemente do plano redentor de Deus e revela por si mesmo ter um coração insensível, que não sabe afligir-se pelo pecado. sem tal sentimento é impossível o arrependimento que conduz ao perdão e à reconciliação com Deus… Satanás frequentemente tem atormentado algumas pessoas com medo de haverem cometido esse “pecado imperdoável.” Entretanto, o fato de uma pessoa afligir-se pelo temor de haver cometido tal pecado é a prova de não o ter praticado, pois os que o praticam, tão insensíveis se tornam, que nem se apercebem que estão pecando.” (Souza, p.238,239)

Descobri que esse não era o meu caso. Primeiramente porque os pensamentos vinham de forma involuntária. Segundo, eu não tinha propósito de estragar minha vida neste mundo perdido. Então conclui que realmente se tratava de uma grande mentira de Satanás. Então naquela hora eu disse pra satanás ouvir: Ah então era você que estava me atormentando esse tempo todo e eu não sabia! Eu te repreendo agora em nome de Jesus, vá embora já! Gloria a Deus eu fui liberto na hora! Eu me firmei em Romamos 8:1: “Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” O meu amor por Jesus aumentou ainda mais.

Hoje compreendo que isto ocorreu por permissão de Deus a fim de que hoje pudéssemos ajudar alguém que esteja enfrentando este mesmo problema. Graças a Deus muitas pessoas já foram ajudadas através deste testemunho.

Querido irmão(ã): Se você se encontra perturbado por pensamentos dessa natureza, seja também liberto ainda hoje. Saiba que se trata apenas de uma acusação falsa de Satanás. Não se deixe enganar, declare desde já a sua vitória em nome Jesus Cristo. Ele te ama muito, creia! Leia também os comentários abaixo, e veja o testemunho de outros irmãos.
Joel /Blog do Semeador.