Defesa da fé

O verso clássico que defende o ensino da proteção (defendendo a fé cristã) é 1 Pedro 3:15 Este verso diz que os crentes devem estar preparados para a esperança do coração. e converta cada pensamento cativo à obediência de Cristo”, como Paulo diz que devemos fazer Dessa forma (2 Coríntios 10: 5).

Paulo realizou o que ele pregou, de fato, defender a fé é sua atividade regular (Filipenses 1: 7). No mesmo parágrafo, ele considerou o apologismo como um aspecto de sua missão (v.16). Ele também usou o apologismo como um pré-requisito para a liderança da igreja em Tito 1: 9. Judas, o apóstolo de Jesus, escreveu: “Queridos irmãos, ah, eu estou muito ansioso para escrever para você sobre o tempo da nossa comum salvação, ele tinha que escrever e exorto-vos a batalhar pela fé que uma vez foi entregue aos santos tentou argumentar” ( V.3).

Onde os apóstolos conseguiram essas idéias? Do próprio Senhor. Jesus é o guardião deles e frequentemente dizia que devemos crer nele por causa das garantias que ele nos deu, (Jo 2:23; 10:25; 10:38; 14:29). De fato, toda a Bíblia está repleta de milagres divinos, confirmando que Deus quer que acreditemos (Êxodo 4: 1-8; 1 Reis 18: 36-39; Atos 2: 22-43; Hebreus 2 : 3-4; 2 Coríntios 12:12). Aqueles que não têm provas se recusarão a acreditar. Como o ser humano criado por Deus é um ser humano racional, não devemos nos surpreender quando ele espera que vivamos racionalmente. Norman Geisler disse: “Isso não significa que não haja lugar para a fé. É apenas Deus quem quer que dêmos um passo na fé baseado em evidências, em vez de pular no escuro”.

Aqueles que se opõem a esses ensinamentos e exemplos explícitos da Bíblia podem dizer: “A Palavra de Deus não precisa argumentar!” Mas qual das obras do mundo é a Palavra de Deus? Uma vez que alguém responde, ele está ensinando. Alguns afirmam que a razão humana não pode nos dizer nada sobre Deus – mas a sentença em si é uma declaração “razoável” sobre Deus. Se não, então não há razão para acreditar. Um dos ditos mais populares é: “Se alguém pode persuadi-lo a ir ao cristianismo, então outros podem persuadi-lo a sair”. Por que isso é um problema? Em 1 Coríntios 15, o próprio Paulo não deu um padrão (ressurreição), então o cristianismo deveria ser aceito ou rejeitado? É a piedade errada que respondeu do lado oposto.

Isso não quer dizer que a proteção do ensino sozinho, sem a influência do Espírito Santo, possa dar às pessoas a confiança para serem salvas. Isso criará uma situação falsa na mente da maioria das pessoas. Mas isso não é necessariamente “alma e lógica”. Por que não? O Espírito Santo certamente levará uma pessoa à posição de fé, mas qualquer realização dele depende dele. Para algumas pessoas, Deus usa a experimentação, para algumas pessoas, é uma experiência emocional, para algumas pessoas, é através da razão. Deus pode usar tudo o que ele quer.

Apologética Cristã

O Que é Apologetica Cristão?

A palavra “desculpas” em inglês é basicamente derivada da palavra grega “defesa”. A apologia cristã é uma ciência que defende a fé cristã. Há muitos céticos que duvidam da existência de Deus ou atacam a crença da Bíblia em Deus. Há muitos críticos que atacam a inspiração e a inerrancia da Bíblia. Existem muitos falsos mestres que encorajam falsas doutrinas e negam as verdades centrais da fé cristã. A missão da apologética cristã é derrotar esses movimentos e, em vez disso, promover o Deus cristão e a verdade.

Definição Bíblica para Apologética

Talvez a frase chave da apologética cristã seja I Pedro 3:15. “Sempre prepare-se para responder àqueles que são santos a Cristo em seus corações, e que perguntam a razão de sua esperança neles, mas com gentileza e medo.” Não há desculpa para um cristão não defender sua fé completamente Não há. Todos os cristãos devem ser capazes de apresentar razoavelmente sua fé em Cristo. De fato, nem todos os cristãos precisam se tornar especialistas em apatia. Mas todos os cristãos precisam saber em que acreditam, por que acreditam, como compartilhar isso com os outros e como defender sua fé de mentiras e ataques.

O que é apologética cristão

defesa da fé, apologética Cristã

 

O segundo lado, que muitas vezes é esquecido na apologética cristã, é a parte de I Pedro 3:15: “Esteja sempre preparado para responder, manso e temeroso”. Defender a fé cristã com a apologética nunca deve incluir atitudes grosseiras, iradas ou desdenhosas. Devemos ser capazes de defender o cristianismo enquanto defendemos o cristianismo, mas, ao mesmo tempo, poder apresentar a verdade como Cristo. Se vencermos a controvérsia, perderemos o verdadeiro propósito da apologética cristã se nos tornarmos mais distantes de Cristo por causa de nossa atitude.

 

Existem dois métodos básicos de apologia cristã. O primeiro método, comumente conhecido como apologética clássica, é compartilhar evidências e evidências de que as mensagens cristãs são verdadeiras. O segundo método é geralmente conhecido como apologética “totalitária”, que é encarar as premissas (preconceito, suposições) por trás do ponto de vista anticristão. Em ambos os casos, os apologistas cristãos de ambos os lados freqüentemente discutem sobre qual método é mais eficaz. Talvez seja mais produtivo usar esses dois métodos, dependendo da pessoa e da situação.

A apologia cristã é uma defesa racional do cristianismo para aqueles que não concordam com a fé e a verdade cristãs. A apologia cristã é uma parte necessária da vida cristã. Todos devemos ter a capacidade e preparação para proclamar o evangelho e defender nossa fé (Mt 28:18-20; I Pe 3:15). Essa é a essência da apologética cristã.

A apologética é parte da teologia cristã e uma forma de defender a fé cristã com razão e lógica.

  1. A apologética fornece razões para as pessoas acreditarem e em que acreditarem. 1 Pedro 3:15 ensina: “Enquanto o Senhor honrar o Senhor Cristo, e alguém lhe perguntar a razão da esperança em seu coração, você deve estar sempre preparado para responder a cada um com ternura e temor”.
  2. A apologética ajuda os crentes a entender e defender o verdadeiro significado da doutrina cristã. Porque o cristianismo não é superstição, mas a manifestação da verdade, os crentes precisam conhecer a verdade da fé. Por exemplo: a teoria da Trindade, a natureza divina de Cristo, a ressurreição do corpo de Cristo e assim por diante.
  3. O ensino apologético é também um pré-trabalho do evangelho. Os cristãos pregam para as pessoas que Deus provê um caminho para as pessoas serem livres do julgamento, Jesus Cristo. Jesus é Deus e levou nossos pecados por nós (1 Pe 2:24). Por crer em Jesus Cristo, o pecado é perdoado e reconciliado com Deus.
  4. A apologética pode responder à má imagem que a mídia e a cultura impõem ao cristianismo. Você pode ver que as observações negativas sobre o cristianismo estão em toda parte, então você precisa defender a voz da verdade para que o mundo saiba a verdade da fé cristã.
  5. Defenda a fé da verdade com a apologética e enfrente ameaças à igreja em face da apostasia. Por exemplo, o comportamento homossexual é contrário aos princípios bíblicos (Rm 1:18-32), mas existem igrejas que defendem abertamente o apoio. Em resposta a estes, um ensinamento é necessário para corrigir a direção da partida da igreja.
  6. A consciência é ainda mais urgente por causa dos muitos ensinamentos errados. O Mormonismo ensina que Deus é como um outro mundo, e as pessoas têm a capacidade de ser livre para escolher entre o bem e o mal; Testemunhas de Jeová ensinam que Jesus é apenas um anjo, e não há inferno; ateísmo nega a existência de Deus, o Islã ensina que Jesus não é Deus, e Não há ressurreição dos mortos, mesmo na igreja cristã, há também observações heréticas.

De fato, o cristianismo tem sido atacado e precisa ser ensinado a dar explicações racionais, inteligentes e relevantes, especialmente àqueles que procuram minar os ensinamentos do Senhor Jesus e têm críticas e preconceitos.

como esperar as promessas de Deus

Como esperar as promessas de Deus

Você sabe como esperar uma promessa de Deus?

Este artigo vai nos ensinar à luz da Bíblia: a infalível palavra de Deus, como esperar as promessas de Deus se cumprirem em nossas vidas. O livro de Eclesiastes 3:1 diz: “Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu” e em Hebreus 10:23 “retenhamos inabalável a confissão da nossa esperança, porque fiel é aquele que fez a promessa”, além de Salmos 33:4 ” Porque a palavra do Senhor é reta; e todas as suas obras são feitas com fidelidade”. Dessa forma não temos dúvida da fidelidade de Deus em cumprir suas promessas, no entanto, há um tempo para tudo inclusive para o cumprimento de suas promessas em nossas vidas.

4 Passos para esperar uma promessa bíblica

As promessas de Deus são condicionais Josué 1:5-8 ” Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida. Como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Esforça-te, e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, cuidando de fazer conforme toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; não te desvies dela, nem para a direita nem para a esquerda, a fim de que sejas bem sucedido por onde quer que andares”. Deus promete ser com Josué assim como foi com Moisés, porém condiciona ele a não se desviar do caminho, ordena que ele se esforce e que seja observante da lei.

Da mesma forma é conosco, o cumprimento dessas promessas irão envolver:

Hebreus 11:6 “Ora, sem é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam”; A fé será nosso combustível, ela é essencial, sem ela não podemos crer que receberemos algo do Senhor.

Obediência

Hebreus 11:8 “Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia”. Gn 12:1

como esperar as promessas de Deus

Paciência

Tg 5:7 ” Portanto, irmãos, sede pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba as primeiras e as últimas chuvas”.

Perseverança

Tg 1:2-4 ” Meus irmãos, tende por motivo de grande gozo o passardes por várias provações, sabendo que a aprovação da vossa fé produz a perseverança; e a perseverança tenha a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, não faltando em coisa alguma”.

Portanto, vivamos na esperança que nos foi dado, sabendo que Deus é fiel em cumprir tudo aquilo que nos prometeu (Hb 10:23), uma vez que em nossa própria vida quando recebemos a Cristo já podemos ver o cumprimento de promessas como: Paz (Pv 16:7), Segurança (Sl 91:7), Descanso (Mt 11:28-29, Prosperidade (Pv 11:25), Sabedoria (Tg 1:5-8).

Alguns trechos do texto acima foi retirado de um vídeo do site Vai na Bíblia!

Deus abençoe a todos!

O feminismo e a igreja

O feminismo e o cristianismo

Este artigo tem não apenas o objetivo de esclarecer o real conceito do que seja o feminismo, mas também tenho como servo do Senhor a obrigação de esclarecer o perigo que muitos cristãos e cristãs estão correndo atualmente ao aderirem a esta ideologia. Atualmente, muito se tem falado sobre o feminismo e a igreja de Cristo, um movimento que tem se espalhado pelo mundo todo. O maior objetivo desse movimento, não é dar voz e nem vez às mulheres, como muitos pregam; mas sim tornar tais mulheres cada vez mais distantes do Senhor.

Um movimento que prega a “libertinagem feminina”, “direitos iguais aos do homem”, “meu corpo, minhas regras”, “insubmissão”, de cara qualquer cristão que esteja pautado na palavra de Deus percebe que tal ensinamento é contra os princípios bíblicos. E como não podemos servir a dois senhores (Lc 16:13 ), ou somos cristãos ou feministas!

Porque o feminismo não pode se misturar como o cristianismo?

Desde o princípio Deus criou homem e mulher com papéis distintos ( Gn 2:18), a mulher na criação tem  papel de auxiliadora, de ajudadora. Ao homem Deus ordena que cuide do jardim, domine sobre todos os animais ( Gn 2:15e Gn 1:26 ), e à mulher dá a tarefa de auxiliar o homem nessa. Portanto, desde o início o Senhor desfaz o atual pensamento de muitas mulheres: ” somos melhores que os homens, não precisamos deles”, essa é uma mentira de satanás, para perverter os princípios criados pelo Senhor, e infelizmente muitos tem crido nisso.

O movimento feminista na verdade desvaloriza a mulher, ensinando libertinagem e desrespeito, vemos direto nas redes sociais e outras mídias como elas se manifestam: sem roupa invadem ruas, praças e igrejas querendo impor um pensamento que elas conceituam de “luta por direitos iguais”, mas não entendem que seus atos são uma afronta ao Deus Todo Poderoso. Essas atitudes vinda de descrentes que não conhecem a palavra pode até ser entendida, pela sua ignorância, porém esse mesmo pensamento é cada vez mais frequente dentro das igrejas, o que é inaceitável.

As Escrituras declaram explicitamente: “Porque o varão não provém da mulher, mas a mulher do varão. Porque também o varão não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do varão… Todavia, nem o varão é sem a mulher, nem a mulher sem o varão, no Senhor. Porque, como a mulher provém do varão, assim também o varão provém da mulher, mas tudo vem de Deus” (1 Co 11:8,9,11,12). O fato de que a mulher “vêm do homem” não mostra desigualdade, ela não é inferior, mas igual, ajudadora e, entre o homem e a mulher há igualdade, mas com distinção. E é por isso que o fato de que a mulher “vêm do homem” também demonstra o privilégio que Deus concedeu ao homem, além do concedido a ela em conceder ao homem o lugar que Deus lhe deu. Homem e mulher são iguais moralmente e ambos tem o mesmo direito a salvação, mas o homem é a cabeça posicionalmente.
feminismo e a igreja

Os princípios do cristianismo se opõem ao feminismo, pergunte a qualquer mulher que afirma ser uma feminista se ela é a favor de uma esposa submeter-se a seu marido no casamento. Ela raramente vai dizer sim. Por quê? Porque ela acredita que igualdade com os homens significa “não ter distinção”, já a Bíblia diz: “Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo” ( Ef 5:22 ). Aos olhos das feministas, a igualdade significa que as mulheres devem ter os mesmos trabalhos que os homens, mesmos planos de vida, mesmos papéis no casamento que os homens e Deus não vê dessa forma.

O fato é que quando as mulheres saem do seu lugar, se transformam em presas especiais do diabo. Na parábola foi uma mulher que introduziu o fermento nas três medidas da massa  como  uma introdução de princípios corruptos, que permearam a fé cristã (Mt 13:33;Mt 16:12. Foi uma mulher “sendo enganada, caiu em transgressão” (1 Tm 2:14).

A verdade é que o feminismo é uma armadilha para desviar mulheres na igreja! devemos como Cristãos proteger nossas irmãs dessa doutrina de demônios!

Deus abençoe a todos!

Significado de Halloween

Verdeiro significado de Halloween

Halloween é celebrado em 31 de outubro nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Irlanda. É a noite onde muitas pessoas se fantasiam de monstros, fantasmas e bruxos, inclusive as crianças. Estas saem de casa em casa a pedir doces e guloseimas. Nesta data as casas também costumam estar decoradas com abóboras assustadoras.

A origem de Halloween

Halloween remota aos antigos celtas, uma sociedade controlada por sacerdotes druidas os quais viviam nas regiões da Irlanda, Inglaterra e parte da França, 300 a.C. A cada ano, em 31 de outubro, os druidas celebravam a véspera do ano novo céltico em honra a Samhain – deus da morte e das trevas, oferecendo-lhe sacrifícios animais e humanos. A origem desta celebração está carregada de superstições, lendas, paganismo, ocultismo, bruxaria e todas as atividades relacionadas ao mundo das trevas.

O que era feito durante aquela noite

Na noite de 31 de outubro os druidas se vestiam com couros e chifres e cabeças de animais, e assim, disfarçados de fantasmas, espíritos, bruxas, iam por toda vizinhança recolhendo oferendas para seu deus Samhain. Quando os sacerdotes não se agradavam das oferendas eles aplicavam um trick (truque) à família da casa, queimando sua propriedade, matando seu gado ou colocando enfermidades na família, ou ainda levando alguém para oferecer a Samhain. Após o recolhimento das oferendas os sacerdotes doidos faziam uma grande fogueira na qual ofereciam parte das oferendas em adoração a este deus.halloween

Também em 31 de outubro os druidas levavam consigo um nabo oco com um rosto gravado na parte frontal, que representava um espírito mau. Dentro do nabo havia uma vela acesa a qual funcionava como lanterna usada quando iam de casa em casa à noite da busca das oferendas. Quando esta prática chegou aos Estados Unidos, não havia tantos nabos e logo estes foram substituídos pela abóbora.

A abóbora – a lenda de Jack

imagem da abóbora – a lenda de JackA prática de cortar a abóbora e colocar uma vela acesa dentro dela surgiu da lenda de Jack, um homem que bebia muito e este, certa noite de Holloween convidou o diabo para beber com ele. Na hora de pagar a conta Jack convenceu o diabo a se transformar em uma moeda. Mas ao invés de pagar a conta Jack pregou a moeda em um crucifixo. Para se livrar da prisão o diabo prometeu a Jack que nunca mais o perturbaria. Quando Jack morreu, não foi aceito no céu por ter realizado um trato com o demônio. No inferno foi rejeitado pelo Diabo por conta do trato que possuíam. Vendo Jack solitário, o demônio lhe entregou um nabo com carvão que lhe serviu de lanterna. A partir daí a alma de Jack passou a perambular pelo mundo. Os nabos, abóboras iluminados então passaram a ser utilizadas por Jack para ajudar na escuridão de seu caminho.

HALLOWEEN NA ATUALIDADE

Infelizmente a celebração a este deus Samhain continuou ao longo dos séculos, até que em 834 d.C., o papa Gregório IV instituiu o dia de todos os santos (o dia das bruxas) como festa cristã esperando eliminar a celebração a Samhain, mas a prática continuou. Halloween no original é “All hallow’s eve” (hallow evening, em inglês) que significa a “véspera de todos os santos.” De fato, sua celebração acontece um dia antes da festa de todos os santos, feriado observado na igreja católica.

DADOS IMPORTANTES:

Ficou comprovado que na noite de 31 de outubro nos Estados Unidos, França e Irlanda e em muitos países se realizam missas negras com sacrifícios humanos, principalmente bebes. Se celebra todo tipo de cultos espíritas e reuniões relacionadas com o mal. Além de ser uma data especial para os satanistas, é o Sabbath satânico. Essa data é conhecida como a noite do ano para todos os ocultistas e seguidores do diabo.

imagem de HalloweenO autor da bíblia satânica Anton Lavey, ministro da igreja de Satanás diz que 31 de outubro é um dos dias mais importantes para os satanistas.

Doreen Irving, umas das maiores bruxas no oeste europeu, ao se converter ao cristianismo disse que se os pais tivessem pelo menos uma idéia do que seria Holloween, nem sequer pronunciariam essa palavra na frente de seus filhos!

Nos Estados Unidos e demais países onde se celebra Holloween é o dia em que mais desaparecem crianças, e também o dia onde mais ocorrem crimes. Pessoas sem escrúpulo escondem afiadas facas dentro das frutas, ou presenteiam caramelos envenenados e até agulhas usadas para drogas, sem falar nas comidas preparadas com rituais satânicos e oferecido às pessoas.

O que a Bíblia diz sobre a celebração de Halloween? Se Deus nos alerta a respeito daqueles que se disfarçam de ovelhas, quanto mais a esses que usam claramente a imagem do maligno! Halloween é um disfarce de brincadeira de doces e travessuras. Embora muitos não acreditem em obras de bruxaria (alegando ser crendice da Idade Média), elas existem!

Muitos dizem que 31 de outubro é uma ótima data para se divertir. Os filmes e seriados costumam passar a ideia que de Halloween é uma ocasião onde todos podem livremente se fantasiar de vampiros, bruxos, zumbis, duendes, fantasmas, monstros, etc.. Esse discurso parece inofensivo, mas para quem conhece a verdade dos fatos jamais cai na armadilha das trevas. Na Bíblia, em Efésios 5.6-8 temos este texto:

Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais seus companheiros. Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz”

Também na véspera de Halloween muito se ouve dizer: “Se você não quiser se fantasiar, você pode reunir seus amigos e familiares para curtirem um bom filme de terror.” Mas é bom lembrar que na preparação da maioria desses filmes são contratados satanistas a fim de ajudar a reproduzir os rituais, sacrifícios e maldições de forma autêntica. O resultado final se vê no comportamento dos telespectadores. Muitos, após assistirem esses filmes, saíram a cometer crimes associados com o satanismo. Mas não para aí. Outros, neste dia, saem também para visitar casas encantadas, cemitérios e centros espíritas a fim de participarem de seções onde se invoca os espíritos dos mortos. (na verdade demônios!).

Você percebe que Halloween é uma celebração alusiva ao reino das trevas? Não é difícil perceber que toda e qualquer forma de ocultismo não tem nada a ver com reino de Deus. Ele sempre condenou a feitiçaria em todas as suas formas. A verdadeira mensagem de Cristo é esta:

E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade.” (1 João 1.3-6);

E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as.” (Efésios 5.11)

Textos Relacionados:
O significado da Páscoa
O verdadeiro sentido do natal

 

Ocultismo é poder de Deus?

Muita gente recorre à bruxaria para solucionar algum problema. Alguns vão publicamente e outros às escondidas. Segundo pesquisas, os motivos mais comuns pelos quais as pessoas procuram estes locais é a busca por um amor, riqueza, beleza, saúde, felicidade, fama, sucesso ou mesmo para amaldiçoar alguém, ou ainda para adoecer pessoas saudáveis ou até para eliminar inimigos e ou  concorrentes sejam eles políticos ou comerciais.

O ocultismo ao longo dos séculos
O hábito de consultar poderes sobrenaturais vem desde a antiguidade. Há registros arqueológicos de que os babilônios, persas, egípcios, gregos, romanos e outros povos invocavam os poderes das trevas. Não é raro encontrar inclusive reis e autoridades envolvidos nestas práticas. Havia a crença de que os deuses (espíritos bons ou maus) influenciavam no clima, lavoura, riqueza, pobreza, doença, saúde, guerras, relacionamentos etc. O culto a estas entidades além de incluir danças, sexo, embriaguez, autoflagelação havia também sacrifícios de animais e de seres humanos! A finalidade do culto era sempre agradar ou apaziguar as entidades. Veja também o post o significado de Halloween.

Como Deus vê os costumes das nações
Se entre os povos antigos o ocultismo era algo muito comum, em Israel Deus deixou bem claro que lá deveria ser diferente. Na Bíblia, em Deuteronômio 18:9-13 Deus falou assim: “Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te dá, não aprenderás a fazer conforme as abominações daqueles povos. Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás para com o Senhor teu Deus. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o Senhor teu Deus não permitiu tal coisa.”

ocultismoPor que razão Deus não permitiu a consulta aos espíritos em Israel?
A prática do ocultismo é um desvio do culto ao verdadeiro Deus. Em Deuteronômio 5.7 está escrito assim: “Não terás outros deuses diante de mim.” No Novo Testamento temos detalhes da proibição de Deus. Em 1 Coríntios 10.20,21 lemos: “Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.”




Lamentavelmente em Israel nem todos os reis obedeceram a Deus

Embora proibido por Deus os rituais de bruxaria existiram em Israel também. Os reis Saul e Manassés se envolveram neste erro. Em 2 Reis 21.6 lemos sobre Manasses: “E até fez passar a seu filho pelo fogo, adivinhava pelas nuvens, era agoureiro e ordenou adivinhos e feiticeiros; e prosseguiu em fazer o que era mau aos olhos do Senhor, para lhe provocar à ira.” Em 1 Crônicas 10.13 Deus revela claramente o que aconteceu com Saul dias depois de participar de uma seção espírita: “Assim morreu Saul por causa da transgressão que cometeu contra o Senhor, por causa da palavra do Senhor, a qual não havia guardado; e também porque buscou a adivinhadora para a consultar.”

Deus também havia declarado em Levítico 19.31: “Não vos virareis para os adivinhadores e encantadores; não os busqueis, contaminando-vos com eles. Eu sou o Senhor vosso Deus.”

Graças a Deus houve também muitas exceções. O rei Josias, por exemplo, não entrou por esse louco caminho . Ao contrário, ao assumir o reino ele imediatamente purificou Jerusalém de todas essas imundícias. Em 2 Reis 23.24 lemos sobre ele: “E também os adivinhos, os feiticeiros, os terafins, os ídolos, e todas as abominações que se viam na terra de Judá e em Jerusalém, os extirpou Josias, para confirmar as palavras da lei, que estavam escritas no livro que o sacerdote Hilquias achara na casa do Senhor.”

O ocultismo e o desenvolvimento da civilização
A civilização evolui, a ciência se multiplicou, mas a bruxaria apenas mudou de rótulo: a essência do engano continua. Antigamente se falava em mago, bruxo, curandeiro, feiticeiro etc. Hoje em dia há quem se intitule mestre, professor, cientista, vidente, iluminado etc. Porém em 2 Timóteo 4:3-4 lemos assim: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.”

Somente Deus é digno de ser adorado
Satanás é um impostor. Ele sempre desejou ser adorado pelo homem ao longo dos séculos. Mas somente Deus é digno de receber louvor e adoração porque Ele é o criador. Em Mateus 4.10 Jesus se dirige ao diabo nestes termos: “Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.”

Textos relacionados:
Guias espíritas são confiáveis?

Guias espíritas são confiáveis?

despacho-macumbaUma das perguntas mais importantes que devemos responder é esta: Quem é o verdadeiro guia de nossa vida?
A Bíblia deixa bem claro que só há um guia verdadeiro e confiável que é Jesus Cristo. Em Isaias 48.17 lemos assim: “Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar.” (Isaías 48.17) Esta é uma referência direta a Jesus Cristo. Lendo em Mateus 23.9-10 Cristo mesmo se expressa assim: “A ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque só um é vosso pai, aquele que está no céu. Nem sereis chamados guias, porque um só é vosso guia, o Cristo”.

Cristo compreende nossas aflições!
Muitas pessoas em desespero, ou com problemas emocionais ou ainda na ansiedade de realizar algo buscam orientação junto aos feiticeiros. O que ocorre é que muitos terminam se sujeitando à dependência deles. Por que não vir a Jesus Cristo, a fonte da verdade e confiança? Em Mateus 11.28 Cristo convida a todos dizendo: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.”

O que a Bíblia diz sobre a mediunidade
Quando alguém se sente oprimido por espíritos malignos geralmente a orientação que recebe dos feiticeiros é que a pessoa possui mediunidade e precisa desenvolvê-la. Esta afirmação é apenas o início da escravidão no engano. Em Isaias 9.16 Deus fala sobre isto: “Porque os guias deste povo são enganadores, e os que por eles são dirigidos são devorados.” Em Isaias 8.19 também lemos: “Quando, pois, vos disserem: consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos?” Precisa-se ter muito cuidado. Em 1 Timóteo 4.1-3 a Bíblia diz: “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios.”

O que a Bíblia fala sobre as conseqüências da prática do ocultismo
Entre muitos textos sobre esse assunto, vamos tomar apenas três: (o grifo é nosso)

  • Apocalipse 21.8: “Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.”
  • Malaquias 3.5: “E chegar-me-ei a vós para juízo; e serei uma testemunha veloz contra os feiticeiros, contra os adúlteros, contra os que juram falsamente, contra os que defraudam o diarista em seu salário, e a viúva, e o órfão, e que pervertem o direito do estrangeiro, e não me temem, diz o Senhor dos Exércitos.”
  • Gálatas 5.19-21: “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.

Como sair do engano da feitiçaria
O desejo de Deus é que todos sejam salvos do engano. 1 Timóteo 2.6 diz que Deus “quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem, o qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.” Em Isaias 55.6,7 lemos: “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.”

Exemplo de pessoas que abandonaram a feitiçaria
Em Atos 19.18,19 lemos que: “muitos dos que tinham crido vinham, confessando e publicando os seus feitos. Também muitos dos que seguiam artes mágicas trouxeram os seus livros, e os queimaram na presença de todos e, feita a conta do seu preço, acharam que montava a cinqüenta mil peças de prata.” (Atos 19.18,19) Quando conhecemos a verdade somos completamente libertos dos falsos guias. Por isso Cristo afirmou: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8.32); Em Provérbios 28.13 lemos: “o que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.”

Textos relacionados:
Receber a Jesus
Disse Jesus: eu sou o caminho, a verdade e a vida…
Ocultismo – poder de Deus?
Em malas, corpos de bebês para magia negra
Significado de Halloween

A Lei da Palmada é uma lei cretina

A Lei da Palmada é uma lei cretina e Ant-Bíblica

Todos nós sabemos que espancamentos e humilhações descabidas na infância afetam negativamente o futuro das crianças. Maus tratos e crueldades são sinais de que muitos não aprenderam o verdadeiro significado da palavra disciplina. Entretanto é inaceitável que os que disciplinam seus filhos corretamente incorram na mesma penalidade dos que cometem excessos. A lei da palmada ?

Vamos ser sinceros: quem levou uma palmada na infância e por isso ficou neurótico, traumatizado ou doente? Coibir o direito de disciplinar o filho pode culminar na ruína completa da família (e da sociedade!) Deus é o autor da família. Este projeto de lei nada mais é que uma estratégia satânica para inibir a aplicação dos princípios divinos na família! A conseqüência natural será uma geração de filhos irreverentes e rebeldes (para não dizer monstros!) e muitos deles irão para o inferno! Nada de fanatismo religioso. Em Provérbios 23.13,14 está escrito assim: “Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno.”

A disciplina é bom ou ruim ?

Todos nós precisamos de disciplina! Eu mesmo não tivesse sido corrigido na infância estaria semeando a revolta, a rebelião e a imoralidade, coisas inerentes de quem não teve as devidas correções na infância. Que frutos colheria eu se fizesse uso de tal semente? Em Provérbios 22.8 está escrito: “O que semear a perversidade segará males; e com a vara da sua própria indignação será extinto.”

Enfatizamos: a disciplina é uma necessidade nata para qualquer ser humano que venha a este mundo! Onde se encontra a melhor instrução? Em 2 Timóteo 3.16,17 lemos: “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” Em Provérbios 22.6 lemos: “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” Por que então muitos psicólogos, juristas e educadores generalizam tudo e julgam suas opiniões superiores aos princípios infalíveis da Palavra de Deus?

A Bíblia não faz apologia a maus tratos

A começar pelos ministros da Palavra, um dos pré-requisitos para exercer esta nobre função é que, em qualquer lugar, inclusive em casa, o homem de Deus seja moderado na disciplina. Quando Paulo encarregou Tito de separar obreiros para liderar a igreja ele deixou

a lei da palmada

bem claro: “Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância.” (Tito 1.7)

Sabedoria ou Tolice?

De um modo geral quem foi devidamente disciplinado na infância é bem-sucedidos no futuro. Assim está escrito: “A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma envergonha a sua mãe!” (Provérbios 29.15) Bom, se alguém não confia nos eternos princípios da Palavra de Deus com certeza sofrerá a pena. Na verdade Deus nunca perdeu tempo argumentando com desobedientes e incrédulos. Fato é que ao longo da história sempre houve e haverá quem escarneça de Sua Palavra. Mas em Provérbios 19.29 encontramos um texto bem sugestivo: “Preparados estão os juízos para os escarnecedores, e os açoites para as costas dos tolos.”

Conseqüências da falta de disciplina

Qual será o futuro daqueles que estão na responsabilidade de educar os pequeninos? Será um futuro de alegria ou tristeza, bênçãos ou maldições, delícias ou decepções? Está escrito: “O filho insensato é tristeza para seu pai, e amargura para aquela que o deu à luz.” (Provérbios 17.25) “Há uma geração que amaldiçoa a seu pai, e que não bendiz a sua mãe.” (Provérbios 30.11) “Castiga o teu filho, e te dará descanso; e dará delícias à tua alma.” (Provérbios 29.17)

O valor da disciplina

Não há dúvidas de que a disciplina constitui bênção de Deus para todos nós! A Palavra de Deus visa nos guardar do caminho mal. Justamente por causa de nossa natureza corrupta herdada de Adão e Eva precisamos de disciplina desde o berço. Sobre a primeira fase de nossa vida está escrito: “A estultícia está ligada ao coração da criança, mas a vara da correção a afugentará dela.” (Provérbios 22.15)

Como saber se amamos ou odiamos nossos filhos

A resposta parece obvia, mas assim está escrito: “O que não faz uso da vara odeia seu filho, mas o que o ama, desde cedo o castiga.” (Provérbios 13.24) O castigo aqui não se trata de excessos. Deus pela sua própria natureza (Ele é amor) condena tal atitude. Em Provérbios 19.18 lemos assim: “Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não deixes que o teu ânimo se exalte até o matar.” Em Hebreus 12.11 isto fica mais claro: “Na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela.” Finalmente em Hebreus 12.7 Deus nos deixa uma pergunta: “Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija?”

Artigos relacionados: 
Importa obedecer a Deus?
Vamos crer ou não?
Oreino de Deus está próximo!